entrar  Esqueceu a senha?   ou 
Cadastre-se gratuitamente e tenha acesso ao conteúdo
 
Notícia
24/04/2011 13:12:38
Planejamento tático: a preparação de uma equipe de futebol
Modelo busca englobar os principais itens dentro de uma estratégia, a partir das convicções do próprio treinador
Júlio César Nunes*

Adicionar aos favoritos
Adicionar aos favoritos

Quando um técnico assume uma equipe, ele normalmente faz uma leitura dela, um reconhecimento nos primeiros treinamentos, procurando conhecer seus novos comandados. Se há um período de preparação, isso se torna mais fácil, pois com a pré-temporada, realizando treinamentos e jogos amistosos, o técnico consegue saber exatamente o grupo que ele tem na mão.

Já assumindo a equipe em meio a uma competição, o técnico deve urgentemente colher informações sobre seu novo grupo, antes mesmo de iniciar seus treinamentos, pois ganhará tempo e poderá adiantar algumas decisões que precisará tomar.

Há alguns treinamentos que alguns técnicos gostam sempre de realizar quando assumem uma determinada equipe, mas no modelo abaixo colocaremos alguns itens que são essenciais na montagem, formando um planejamento tático para o time:

- Coletivo: Pode ser jogado, fracionado ou com algum objetivo que o técnico determinar. Exemplo: Delimitar áreas para conclusão, limitar número de toques na bola, etc.

- Posse de bola: Pode ser trabalhado em campo reduzido, com ou sem vantagem numérica, ou até mesmo no coletivo.

- Compactação: Pode ser trabalhado no campo reduzido ou no coletivo demarcando as faixas no campo.

- Coberturas: Campo reduzido com mini-jogos, por setor (Defesa, Meio e Ataque), ou no 11x 11.

- Linhas de marcação: Trabalha-se geralmente no 11x11, (Linha 1 = Pressão, Linha 2 = Intermediária, Linha 3 = Meio-Campo);

- Inversão de bola: Campo reduzido ou meio campo 10x5.

- Saída de bola: Meio-campo, no coletivo, ou jogo das três equipes (alemão);

- Treino tático por setor: Pequenos grupos em determinadas partes do campo;

- Permutas Ofensivas: ¾ do campo 10x5, meio-campo, pivô, infiltração dos volantes, triangulações, overlaps, etc;

- Treinamento para encaixe de marcação: Definir o tipo de marcação: individual, setor, mista ou individual por setor. Trabalha-se no 11 x 11, exigindo a comunicação dos atletas. Muita atenção para o balanço defensivo;

- Bola parada pró e contra: Em faltas, escanteios. Nesse treino se trabalham também jogadas de contra-ataque, rebotes defensivos e ofensivos;

- Jogadas ensaiadas: Escanteios, faltas, saída de bola;

- Treinamento para 1º e 2º Bolas: Trabalha-se principalmente no coletivo fracionado. Nesse treino, há também a compactação da equipe para o lado da bola, o ponto futuro, etc;

- Treino específico por posições: Treino onde inclui as funções específicas para cada posição como zagueiros, volantes, etc;

- Superioridade e inferioridade numérica: Pode ser trabalhado no coletivo ou em mini-jogos;

- Variações do sistema tático: No coletivo.

Exemplo: Sistema tático 4x4x2, variação para o 4x3x3, se estiver perdendo a partida e tiver que buscar um resultado, ou para o 4x5x1, se estiver vencendo e quiser segurar um resultado nos minutos finais;

Esse modelo que apresentamos busca englobar os principais itens dentro de um planejamento tático. Cada técnico tem o seu modelo e suas convicções, formando o seu próprio planejamento para sua própria equipe.

 


*Júlio César Nunes é formando do curso de Licenciatura Plena em Educação Física da Universidade de Caxias do Sul/RS.

Técnico de futebol - www.anjobol.com.br 

Contato: julio-cesarnunes@hotmail.com

Tags: sistema ofensivo , Sistema defensivo , treino alemao , treinamento funcional , planejamento estratégico
0 Comentário
Comentar
Não há comentários cadastrados.

UNIVERSIDADE NO FACEBOOK

©2013 Universidade do Futebol